Blog Redução de Peso

Uso de anticoagulante mais arriscado observado em negros com covid-19


A heparina não fracionada, um medicamento alternativo associado a mais complicações, tem maior probabilidade de ser administrada a pacientes negros, de acordo com dados de mais de 25.000 pacientes hospitalizados com COVID-19 no registro internacional Discovery VIRUS. O tratamento com heparina não fracionada foi associado a mais danos renais e cardíacos e anemia.

Pacientes negros eram 28% mais prováveis ​​do que brancos de receber heparina, descobriu a análise. As taxas de mortalidade foram de 41 por cento em pacientes que receberam heparina não fracionada e 15 por cento em pacientes que receberam enoxaparina, os pesquisadores relataram na semana passada no medRxiv antes da revisão por pares.

Apesar da disponibilidade da enoxaparina genérica, ela ainda é mais cara do que a heparina, disse o co-autor Venky Soundararajan da Nference, uma empresa de análise de dados de Massachusetts.

Uma vez que o estudo não pode provar a causa, a equipe de Soundararajan pede uma pesquisa para elucidar as disparidades socioeconômicas, raciais ou outras que estão por trás de suas descobertas.



Este artigo foi escrito em Português do Brasil, baseado em uma matéria de outro idioma. Clique aqui para ver a matéria original. Se desejar a remoção desta publicação, entre em contato no email cc@reducaodepeso.com.br.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *