Bone & Joints,Bone and joint health,Health Blog,Impingement syndrome,Orthopedic,Shoulder,shoulder joint

Síndrome do impacto do ombro | Blog Credihealth


Ombro composto por três ossos: osso do braço, omoplata e clavícula, tem várias articulações unidas com músculos e tendões. O tendão do manguito rotador conecta a omoplata ao osso do braço através de um espaço estreito. No entanto, se o tendão ficar preso neste espaço, ele esfrega repetidamente contra a omoplata, causando dor ao levantar os braços acima da cabeça. Tarefas como pintar, levantar pesos, nadar, jogar tênis e outros esportes aéreos que exigem movimentos repetitivos são possíveis fatores de risco para o desenvolvimento da síndrome do impacto.

Causas da síndrome do impacto

Na maioria das vezes, a síndrome do impacto ocorre sem uma causa reconhecida. No entanto, os fatores que aumentam o risco de início ou recorrência da síndrome são os seguintes:

  • Ferimentos
  • Envelhecimento
  • Esporas ou protuberâncias ósseas que crescem da omoplata
  • Acúmulo de depósitos de cálcio dentro do tendão do manguito rotador.
  • Má postura da omoplata

Sinais e sintomas comuns

Os sintomas comuns da síndrome do impacto são os seguintes:

  • Dor ao levantar os braços ao nível dos ombros.
  • Dificuldade em chegar às suas costas
  • Inclinação dos músculos do ombro.

Especialista em síndrome do ombro do impacto

Pacientes que sofrem de síndrome do impacto devem consultar um ortopédico.

Diagnóstico

O especialista fará o seguinte diagnóstico para avaliar a patologia:

História

O médico analisará os sintomas, o histórico médico e a saúde geral do paciente.

Exame físico

Isso envolve o exame físico do ombro levantando o braço do paciente para o lado, a palma da mão voltada para longe do corpo. Essa postura costuma ser dolorosa para pacientes que sofrem da síndrome do impacto.

Provas de laboratório

Os raios X mostram esporões ósseos e outras alterações no osso devido a lesões nos músculos. Os raios X também excluem a artrite e outras causas de dor no ombro.

Modalidades de tratamento disponíveis para controlar o distúrbio

Medidas de autocuidado, medicamentos antiinflamatórios e fisioterapia continuam sendo as opções de tratamento mais comuns para a síndrome do impacto. Os tratamentos não cirúrgicos incluem o seguinte:

  • Analgésicos e injeções de corticosteroides para ajudar a aliviar a dor.
  • Evite movimentos do braço acima da cabeça e atividades repetitivas.
  • Segurar uma bolsa de gelo no ombro por 15 a 20 minutos várias vezes ao dia alivia a dor
  • Fisioterapia e exercícios para os músculos da omoplata recomendados pelo terapeuta.
  • Alongamento diário em um banho quente

Na maioria dos casos, a condição desaparece após uma terapia e medicação extensas. No entanto, se as opções não cirúrgicas falharem e os sintomas persistirem, o médico pode recomendar a cirurgia. A artroscopia ou cirurgia de buraco de fechadura repara os danos nos tendões e aumenta o espaço sob o teto do ombro para evitar que o tendão se esfregue contra o osso.

Complicações conhecidas

Se não tratada, a síndrome do impacto pode levar a outras condições graves, como rupturas do manguito rotador, tendinite (inflamação dos tendões do manguito rotador) e Bursite (inflamação e inchaço da bursa).

Outras complicações incluem dor de estômago, vômitos e indigestão com medicamentos antiinflamatórios orais. Pílulas de cortisona podem causar efeitos colaterais, como Açúcar elevado no sangue, Aumento de peso e afinamento da pele.

Ler: Bursite do ombro: inflamação da bursa

Precauções

Os pacientes devem tomar as seguintes precauções:

  • Evite movimentos elevados e repetitivos com o ombro sintomático
  • Forneça descanso para o ombro, mas a inatividade completa piorará a condição.
  • Tente evitar lesões, pois isso pode agravar o problema ou causar uma recorrência.
  • Siga rigorosamente o regime de exercícios de alongamento conforme orientado pelo terapeuta.

Requisitos dietéticos e de atividade física

Pacientes com síndrome do impacto devem evitar atividades repetitivas, particularmente aquelas tarefas em que o cotovelo se move acima do nível do ombro. Descansar o tendão nos estágios iniciais é extremamente essencial. No entanto, a inatividade levará ao enfraquecimento dos músculos e rigidez dos ombros. O paciente deve realizar exercícios para alcançar o polegar para cima e atrás das costas, seguidos de outros exercícios de alongamento, conforme sugerido pelo terapeuta.

Prevenir a ocorrência ou recorrência do distúrbio

A chave para prevenir a síndrome do impacto é o exercício regular com foco no treinamento dos músculos do manguito rotador. Você também deve tentar evitar lesões, pois elas podem fazer com que o distúrbio volte a ocorrer.

Suporte e ajuda

A síndrome do impacto torna difícil para os pacientes realizarem tarefas da vida diária, como estender a mão para vestir uma blusa ou casaco, e várias outras atividades simples. Os cuidadores devem fornecer suporte e assistência nessas condições e ajudar o paciente a lidar com a dor e o desconforto.

Ler: Compreendendo ombro congelado

Ligar +91 8010-994-994 e fale com os especialistas médicos da Credihealth para LIVRE. Obtenha ajuda para escolher o médico especialista e a clínica certos, compare o custo do tratamento de vários centros e atualizações médicas oportunas

Solicitar retorno de chamada



Este artigo foi escrito em Português do Brasil, baseado em uma matéria de outro idioma. Clique aqui para ver a matéria original. Se desejar a remoção desta publicação, entre em contato no email cc@reducaodepeso.com.br.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *