Blog Redução de Peso

Rastreando a propagação do surto: cabras e refrigerantes: NPR


Esta página é atualizada regularmente.

Desde que o novo coronavírus foi relatado pela primeira vez em Wuhan, China, em dezembro, a doença respiratória infecciosa COVID-19 se espalhou rapidamente dentro da China e para países vizinhos e além.

Os primeiros casos confirmados de coronavírus fora da China ocorreram em 20 de janeiro, em Japão, Tailândia e Coréia do Sul. Em 21 de janeiro, foi identificado o primeiro caso nos Estados Unidos, no estado de Washington.

Em 24 de janeiro, os dois primeiros casos europeus foram confirmados na França. Em 1º de fevereiro, oito nações europeias haviam confirmado os casos de COVID-19 e, um mês depois, essa escrutínio subiu para 24 países com pelo menos 2.200 casos, a maioria deles na Itália. 11 de março Itália eclipsou 10.000 casos e a Organização Mundial da Saúde declarou o surto uma pandemia – o primeiro desde o H1N1 em 2009. Foi também quando a China, o epicentro original, começou a ver declínios na escrutínio diária de novos casos.

Março também viu uma disseminação exponencial do vírus nos Estados Unidos, com todos os 50 estados relatando casos até 17 de março.

Este vírus específico, oficialmente publicado porquê SARS-CoV-2, é somente a terceira cepa de coronavírus que costuma fomentar sintomas graves em humanos. As outras duas cepas causam Síndrome Respiratória do Oriente Médio e Síndrome respiratória aguda grave.

Clique cá para ver a ramificação por estado casos nos Estados Unidos.

Esta história foi publicada originalmente em 30 de março de 2020.



Este item foi escrito em Português do Brasil, fundamentado em uma material de outro linguagem. Clique cá para ver a material original. Se desejar a remoção desta publicação, entre em contato no email cc@reducaodepeso.com.br.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *