Dental Cavities,Dental Health,Health Blog,Oral health,Treat Cavities,Treat Dental Cavities

Por que você deve tratar cáries o mais rápido possível – Blog Credihealth


As cavidades dentais, também conhecidas como cavidades ou cáries, são áreas estruturalmente danificadas na superfície dura dos dentes que se transformam em orifícios ou aberturas nos dentes. É um dos problemas de saúde mais comuns do mundo e pode afetar qualquer pessoa com dentes, mas ocorre com mais frequência em crianças, adolescentes e idosos.

Continue lendo para aprender como tratar a cárie dentária.

Existem três tipos principais de cavidades:

  1. Cavidade do poço – Na parte superior do dente; Se não for tratada, progride rapidamente para cárie dentária.
  2. Cavidade de superfície lisa – Em superfícies planas dos dentes, geralmente nas laterais próximas à linha da gengiva.
  3. Cavidade radicular – Na parte anterior das raízes dos dentes, mais comum em pessoas mais velhas, pois a linha da gengiva diminui com a idade.

Quais são as causas da cárie dentária?

As bactérias normalmente estão presentes na boca. Eles convertem alimentos, especialmente substâncias açucaradas e amiláceas, em ácidos. Uma mistura de bactérias, pedaços de comida, ácido e saliva se combinam para formar um material pegajoso conhecido como placa, 20 minutos após a ingestão.

As cáries se desenvolvem a partir da ação do ácido na placa, que danifica o esmalte que reveste os dentes. Se não for removida dos dentes, a placa se transforma em tártaro, que pode causar danos aos nervos, cáries, gengivite e periodontite e perda do dente.

Ler sobre Higiene dental: o que fazer e o que não fazer

O que você precisa saber sobre os sinais e sintomas?

Uma cárie não causa sintomas óbvios até que a condição atinja um estágio avançado. É mais fácil e mais eficaz tratar as cáries o mais rápido possível, razão pela qual as pessoas devem fazer exames dentários regulares.

Os sintomas de cáries que progridem para cáries são:

  1. Dor de dente
  2. Dentes sensíveis (os afetados sentem dor ao comer ou beber algo quente, frio ou doce)
  3. Descoloração de dente
  4. Mau hálito (halitose)

Qual especialista deve ser consultado em caso de algum dos sinais e sintomas?

Uma visita ao dentista é essencial assim que se observe sensibilidade ou dor em um dente. O dentista identificará cáries ou qualquer outra condição dentária no exame físico e formulará um plano de tratamento para reverter os efeitos das cáries e prevenir sua progressão.

Quais são os testes de triagem e investigações feitas para confirmar ou descartar cáries?

As cáries podem ser detectadas em uma visita ao dentista, seja durante um exame de rotina ou quando os sintomas aparecem. O dentista examinará os dentes, gengivas e boca. Os raios-X dentais podem mostrar cáries antes mesmo de serem visíveis a olho nu e também ajudam a determinar a gravidade da doença.

Quais as modalidades de tratamento disponíveis para o manejo da cárie dentária?

O tratamento das cáries depende de quão gravemente os dentes de uma pessoa foram afetados. O tratamento consiste em:

  1. Fluoreto – O flúor é um mineral que protege os dentes, fortalecendo o revestimento de esmalte e tornando os dentes mais resistentes aos ataques de ácido. Um gel, pasta ou verniz de flúor é aplicado ao dente afetado se a cavidade ficar presa em seus estágios iniciais.
  2. O preenchimento – Se ocorrer dano permanente, o dente afetado é restaurado com a ajuda de um material obturador. O dentista irá perfurar a parte deteriorada do dente, remover resíduos e alimentos e preencher a lacuna para restaurar a forma natural do dente. Os diferentes materiais de preenchimento usados ​​são amálgama (cor de prata), compósito (cor do dente) e ionômero de vidro (cor do dente).
  3. coroa – Uma coroa é uma cobertura bem ajustada que substitui a coroa natural do dente. Ele está disponível em ouro, cerâmica, porcelana ou materiais de vidro e é usado para tratar dentes severamente danificados.
  4. Canal radicular – O médico irá sugerir um tratamento de canal (RCT) se a cárie atingir a polpa ou o material interno do dente. Toda a polpa é removida e substituída por um recheio.
  5. Extração de dente – Em casos graves em que um dente não pode ser restaurado, o dentista irá removê-lo completamente para evitar a propagação da infecção. Os pacientes podem precisar de uma ponte, implante ou dentadura parcial para apoiar os dentes circundantes.

Quais são as complicações conhecidas no tratamento do distúrbio?

Se não forem tratadas, a placa e as cáries podem causar cáries dentárias avançadas que podem levar ao seguinte:

  1. Gengivite (doença gengival) – Causa inchaço e sangramento nas gengivas. Uma forma mais séria de doença gengival são os periodontistas, nos quais a infecção gengival também afeta o tecido de conexão entre o dente e a cavidade dentária. Um espaço pode se formar entre o dente e a gengiva e pode fazer com que o dente caia.
  2. Abscesso dentário – A cárie dentária avançada pode causar inchaço na boca cheia de pus. O paciente sentiria muita dor e febre.

As necessidades dietéticas e de atividade física durante o curso são para tratar a cárie dentária?

É essencial manter uma boa higiene oral durante o tratamento e continuar com a prática para evitar que as cáries progridam. O médico orientará o paciente com as restrições alimentares a seguir nas primeiras horas ou dias de tratamento.

Existem riscos para outros membros da família de terem o transtorno?

Os seguintes fatores podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver cáries:

  1. Localização do dente – Os molares e pré-molares localizados na parte posterior da boca têm maior probabilidade de ter alimentos presos e desenvolver cáries.
  2. Má higiene oral – A escovagem inadequada (não escovar após comer ou beber) provoca a formação de placa e os primeiros sinais de cáries.
  3. Dieta – Certos alimentos e bebidas têm maior probabilidade de grudar nos dentes por mais tempo, aumentando o risco de formação de placa. Isso inclui alimentos e bebidas ricos em carboidratos fermentados, como sorvete, chocolate, refrigerante, etc. Lanches freqüentes também levam à produção de ácido.
  4. Boca seca – A saliva remove os restos de comida e a placa bacteriana dos dentes. Ele também neutraliza o ácido produzido pelas bactérias. A falta de saliva causa boca seca e aumenta o risco de cáries.

Como você pode evitar que o transtorno se repita ou se repita?

  1. Mantenha uma boa higiene oral – Isso envolve escovar e usar fio dental corretamente. É aconselhável escovar os dentes pelo menos duas vezes ao dia, principalmente após as refeições, e trocar a escova a cada dois a três meses. O uso do fio dental ajuda a remover partículas de alimentos e placa bacteriana entre os dentes e perto da linha da gengiva.
  2. Dieta – Alimentos e bebidas ricos em carboidratos fermentados devem ser evitados. Isso inclui café, refrigerante, doces, pão branco, etc. Em vez disso, carboidratos não refinados, que são difíceis de serem decompostos em ácidos pelas bactérias, devem ser incluídos na dieta. Mastigar chicletes sem açúcar após as refeições também ajuda a prevenir cáries (a saliva produzida na boca neutraliza o ácido antes que ocorram danos aos dentes).
  3. Mantenha suas consultas odontológicas regulares – Sessões regulares de limpeza dos dentes e exames orais evitam problemas e ajudam a detectá-los precocemente.

Lista de Melhores médicos dentais na Índia.

Se você tiver alguma dúvida relacionada à saúde, fale com os especialistas médicos da Credihealth GRATUITAMENTE e obtenha orientação personalizada:

Solicitar retorno de chamada

SOurces:

Cavidades / cáries, MayoClinic.com, Mayo Clinic Staff, https://www.mayoclinic.com/health/cavities/DS00896
“Cárie dentária”, MedlinePlus, NLM, NIH, https://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/001055.htm
“Cárie dentária”, NHS.uk, https://www.nhs.uk/conditions/Dental-decay/Pages/Introduction.aspx



Este artigo foi escrito em Português do Brasil, baseado em uma matéria de outro idioma. Clique aqui para ver a matéria original. Se desejar a remoção desta publicação, entre em contato no email cc@reducaodepeso.com.br.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *