Blog Redução de Peso

DASH | UNH saudável


Série de padrões de alimentação

Esta semana, falarei sobre um padrão alimentar menos conhecido, DASH!

O básico: DASH é um acrônimo para Dietary Approaches to Stop Hypertension. No início da década de 1990, o National Institutes of Health alocou verbas para pesquisa para verificar se havia padrões alimentares específicos que poderiam reduzir a hipertensão (pressão arterial) e o risco de diabetes ao longo do tempo. O estudo original mudou apenas os padrões alimentares que os indivíduos seguiam, deixando outros fatores de estilo de vida, como hábitos de sono e exercícios, inalterados. Curiosamente, a mudança no padrão alimentar foi suficiente para reduzir a pressão arterial da maioria dos participantes entre 6 e 11 mm Hg, em média. Este estudo foi então replicado muitas vezes por diferentes pesquisadores e produziu resultados semelhantes a cada vez. Essa descoberta significativa foi suficiente para que o Instituto Nacional do Coração, do Sangue e do Pulmão promovesse amplamente esse padrão alimentar desde as descobertas originais no início dos anos 1990.

Este padrão de alimentação é muito semelhante a padrão de ervas cobrimos na semana passada. Como o baseado em vegetais, o DASH promove fortemente frutas e vegetais, carnes magras e laticínios. Também existe uma recomendação para reduzir a ingestão de alimentos processados. A única diferença entre os dois é a recomendação de ingestão diária de sódio. Com o DASH, é recomendado consumir apenas até 1500 mg de sódio por dia.

Ao redor do mundo: Como esse padrão alimentar foi originalmente desenvolvido nos Estados Unidos, é mais comum nos Estados Unidos. Com o tempo, a Organização Mundial da Saúde viu resultados tremendamente bem-sucedidos na redução da pressão arterial e agora está promovendo isso em todo o mundo. Atualmente, DASH é classificado como o “melhor dieta geral” a seguir para perder peso, diminuir a pressão arterial e reduzir o risco de diabetes.

Prós: Com grande ênfase em frutas e vegetais, o uso do DASH aumentará sua ingestão de vitaminas e minerais, fortalecerá seu sistema imunológico e melhorará sua saúde geral. Há também um aumento na ingestão de fibras, o que pode melhorar a saúde intestinal.

Contras: Devido à grande ênfase em frutas e vegetais, o acesso a produtos frescos pode ser difícil para pessoas que vivem em climas mais frios. Se as pessoas decidirem reduzir a ingestão de sódio seguindo o DASH, pode ser difícil no início porque o sódio está em muitos mais alimentos do que você pensa. Também pode ser difícil controlar a ingestão de sódio se as pessoas não souberem ler o rótulo de “informações nutricionais” corretamente.

Benefícios potenciais para a saúde: Uma e outra vez, DASH Foi mostrado para reduzir os níveis de pressão arterial, mesmo que nenhuma outra mudança no estilo de vida seja feita. Ainda mais benefícios para a saúde são mostrados quando há uma redução na ingestão de sódio e um aumento na atividade física após o DASH. Alguns desses benefícios para a saúde incluem menor risco de diabetes, câncer e doenças cardíacas; também existe a possibilidade de perder peso.

Receita: Confira esta receita para orzo de camarão com queijo feta! Esta receita requer apenas alguns ingredientes e pode ser feita em menos de 30 minutos. Este seria um ótimo jantar em uma noite movimentada.

Recursos para aprender mais: Marla Heller, nutricionista registrada e autora, escreveu muitos livros best-sellers sobre DASH. Confira seu último livro, A solução mediterrânea para a dieta DASH, aprender mais!

Esteja atento ao próximo padrão alimentar, Mediterrâneo!



Este artigo foi escrito em Português do Brasil, baseado em uma matéria de outro idioma. Clique aqui para ver a matéria original. Se desejar a remoção desta publicação, entre em contato no email cc@reducaodepeso.com.br.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *